Seguidores

quinta-feira, 24 de maio de 2018

RUMO À ANGELITUDE


Nos termos da Doutrina Espírita, do demônio nasce o homem e do homem nasce o anjo. Estamos todos no rumo da angelitude. Nossa humanidade (nossa natureza humana) caracteriza-se pela imperfeição, pelo predomínio dos instintos, pelos resíduos da animalidade ainda atuantes em nossa constituição psicossomática. Mas esses resíduos vão sendo eliminados na lapidação das vidas sucessivas. E como somos conscientes do processo de lapidação a que estamos sujeitos, podemos e devemos ajudar esse processo.

Basta um olhar atento ao nosso redor para verificarmos a realidade dessa concepção. As criaturas humanas estão dispostas numa escala progressiva que vai do bandido ao santo. O malfeitor de hoje será o cidadão honesto do futuro. E este, por sua vez, será o santo de amanhã, dependendo esse amanhã, em grande parte, do esforço evolutivo do interessado. Porque o ser consciente apressa ou retarda a sua própria evolução.

O chamado para o serviço do bem é a oportunidade que Deus oferece à criatura imperfeita para acelerar a sua caminhada rumo à perfeição. Quem não aproveita a oportunidade divina, apegando-se por comodismo ou displicência aos seus defeitos, desculpando-se com as imperfeições naturais que ainda carrega, furta-se ao cumprimento do dever espiritual. Mas as leis da evolução não o deixarão parado por muito tempo. Por isso ensinou Jesus: "Quem se apegar à sua vida perdê-la-á, mas quem a perder por amor a mim salvá-la-á".

O comodista será sacudido e alijado do seu comodismo, mais hoje, mais amanhã, pela vergasta da dor. O sofrimento é tão grande na Terra porque maior é o comodismo dos homens. A seara continua imensa e os trabalhadores ainda são tão poucos! Não somos anjos para ser perfeitos e puros, mas trazemos em nós as potencialidades da angelitude. Se não acelerarmos a nossa lapidação pelo serviço, o lapidário oculto - e que está oculto em nós mesmos - agirá como convém para completar a sua obra.

Xavier, Francisco Cândido e J. Pires, Herculano Pires. Da obra: Na Era do Espírito. Ditado pelo Espírito Irmão Saulo.

Ricardo Ribeiro - Anjos
https://www.youtube.com/watch?v=QBgupbk3McQ

quarta-feira, 25 de abril de 2018

CUIDADO!



Cuidado!
 
Não são as armas mortíferas dos homens que te ameaçam, mas as armas sutis dos vícios que trazes camufladas no teu arsenal de imperfeições, na forma de ódio, orgulho, vaidade, egoísmo, sensualidade e ansiedades inúmeras que te assediam a alma irrequieta com as cores da sedução.

Cuidado!

Sempre que uma porta se abra aos teus desejos e ambições, precisas antes avaliar a conveniência de transpô-la. As facilidades funcionam por tentações das necessidades. E por trás de um quadro de incontida atração pode esconder-se uma víbora traiçoeira. Nem sempre o que convence os olhos deve convencer fatalmente o coração. Por isso Jesus aconselhou a porta estreita, “porque larga é a porta da perdição”, conforme consta das anotações no capítulo VII do Evangelho de Mateus.

Cuidado!

Examina-te as forças reais, para que as ilusões do caminho não te induzam a um salto além do que possam dar as tuas pernas. Vê melhor quem vê pelas lentes da realidade. Os óculos escuros da fantasia costumam confundir os olhos. O pior não é o mal que possam te fazer, mas o mal que tu possas causar a ti mesmo. Olha, portanto, para ti antes de olhar os outros.

Cuidado!

Os amigos não são os que se proclamam amigos, mas os que agem como amigos, mesmo contrariando-te com seus conselhos e pareceres justos. O amigo da festa, alegra-se com a festa; o amigo real perturba-se com a festa. Cultiva, pois, a amizade com Jesus e Ele te orientará para o bem e para a felicidade sem preço – tu e a tua família. Aproxima-te dos bons e serás um entre eles, diz uma antiga máxima da filosofia popular.

Cuidado!

Vê quais os convidados para a tua festa! A melhor festa é aquela que deixa a alegria nas almas, que perfuma os corações e irradia a verdadeira felicidade. Esta é a festa do Evangelho do Senhor que não deve faltar na tua casa, a única que produz paz e harmonia nos corações dos convidados. Sobram as festas dos vícios e das crises. Falta a festa do Reino, essa que reúne os convidados do Senhor.

Deocleciano

Pereira, Wanderley. Ditado pelo Espírito Deocleciano.

quinta-feira, 12 de abril de 2018

LUTA POR SER *LIVRE*

 


Para Refletir:

Amor é a essência da Divindade.

Aprender a amar, é uma conquista da Alma.

A mudança que queremos só pode ser  concretizada, através da mudança dos nossos pensamentos.

A realidade que vivenciamos, é o fruto que colhemos a partir daquilo em que acreditamos.

Nós nos tornamos no que escolhemos ser.

Aprendamos a vigiar os pensamentos, para que possamos compreender a responsabilidade que nos cabe, nos acontecimentos desagradáveis que enfrentamos.

Oremos, a fim de adquirirmos a capacidade de os mudar.

Elevemos o pensamento ao Alto, e derrotemos os nossos inimigos interiores.

A vida é o reflexo do que pensamos constantemente.

Não nos adornemos com qualidades que carecemos.

Trabalhemos o campo, do nosso aperfeiçoamento Espiritual.

Sejamos vigilantes com nossos pensamentos e ações.

Fora do amor não há libertação.

Na verdade, o amor será sempre a libertação do homem, quando devidamente compreendido e sentido.

Recebemos em conformidade com as nossas obras.

O amor une e liberta, não separa e não aprisiona. 

Amemo-nos uns aos outros como Jesus nos amou.

Deolinda de Almeida 

Michel Pépé - La Vision Du Coeur 
https://www.youtube.com/watch?v=Pptb7BABxUo

Extraído de:  http://espirito-de-cura.blogspot.pt
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...