Seguidores

quarta-feira, 8 de julho de 2009

O HÓLON DA ASCENSÃO




Uma mensagem planetária dos Hathors, através de Tom Kenyon 28 de Janeiro de 2009



Vocês estão para entrar num período altamente volátil, cheio de extraordinário potencial, embora cheio de perigos.

Em Março do ano passado mostramos que o campo magnético de sua Terra estava tendo perturbações e uma mudança de sua configuração. Sua ciência agora descobriu que isto é, de fato, uma realidade.

Em termos bem simples, há uma abertura na magnetosfera, que circunda a terra, protegendo-a dos ventos solares. Tal abertura é decorrente de um ciclo que ocorre naturalmente, mas a extensão e magnitude desta abertura é muito grande. Está permitindo e permitirá a entrada de grandes volumes de plasma do sol. Isto aumentará as tempestades magnéticas, perturbações nas telecomunicações, distúrbios nos circuitos bio-elétricos (tais como os do sistema nervoso humano), e mudanças no clima. Os resultados desta abertura e a crescente carga da magnetosfera aumentarão nos próximos anos.

Nosso foco nesta comunicação não está nos impactos negativos desta abertura, mas nos efeitos positivos que abre para ‘os que estão prontos’.

O seu corpo de energia sutil, conhecido pelos antigos egípcios como KA e chamado de corpo etéreo pelos iogues é altamente sensível ao plasma solar e afetado por ele. Um aumento no fluxo e qualidade das irradiações solares aumenta o nível vibratório do corpo KA. Esta é uma oportunidade muito benéfica e auspiciosa para os que estão conscientemente participando de seu processo de ascensão. Deixe-nos ser precisos sobre o que queremos dizer pelo termo ascensão, porque ele tem muitas conotações diferentes e maneiras de ser visto.

Por ascensão queremos simplesmente significar um movimento para a conscientização.

Vocês não “vão” a lugar algum. Vocês não “deixam” lugar nenhum (NT: este é um dos conceitos de ascensão. Os arcturianos, por ex, têm um outro. Falaremos sobre ele em outra oportunidade).

O que acontece é que sua perspectiva, sua percepção, são radicalmente alteradas. Vocês começam a enxergar através de maya, ou a ilusão deste mundo, que é criada através da dança das partículas subatômicas numa configuração do que vocês chamam de matéria.

Através do processo de ascensão vocês percebem que são criadores de sua experiência do que chamam de “mundo”. Não significa que vão ‘deixar’ este mundo, mas sim que vocês o transcenderam – ao mesmo tempo que ainda são parte dele – porque vocês vêem, através das lentes da percepção, que a vida é um filme que vocês estão projetando.

Poder-se-ia dizer que vocês estão num cruzamento. Conforme os fluxos solares entram em sua magnetosfera, os corpos KA de todos os humanos aumentam em vibração. Mas para alguns, isto acarretará perturbações e dissolução, enquanto para outros proporcionará a possibilidade da ascensão – um movimento em direção à conscientização.

Esta mensagem é dirigida especificamente para aquelas pessoas que escolheram a espiral ascendente. Seu desafio nestes tempos é permitir que a ativação de seu corpo KA se mova para o alto, mesmo que muitos à sua volta pareçam estar indo para baixo. É essencialmente uma questão de vibração, junto com expectativa e crença. É a união destes três que possibilitará o nascimento do impulso criativo para um novo destino.

O que queremos dizer com isto?

É preciso uma enorme energia para transcender ou transmutar uma condição negativa ou uma limitação que foi colocada sobre alguém. Vocês foram hipnotizados coletivamente com uma visão da realidade que é fixa, confinada, limitante, em suma, nada menos do que uma prisão.

Quando se enxerga através das mentiras e manipulações, o velho mundo não parece o mesmo e ainda assim a percepção das mentiras não nos liberta delas. Elas têm uma vida própria e uma tendência a continuar. É preciso uma nova energia – um nível de vibração aumentado – para superar a letargia e a inércia que são intrínsecas a suas limitações culturais. Este é o presente dos fluxos solares - o plasma solar que está fluindo e fluirá em grandes quantidades para dentro de sua magnetosfera – porque eles aumentarão o nível vibratório de seu corpo KA.

Mas é aí que está o que podemos chamar de “cruzamento na visão de seu destino”. Para aqueles de vocês que aceitarem, ou pelo menos que estão começando a ver através das mentiras da limitação que tem sido impostas a vocês e fizeram a escolha de seguir adiante para o processo de ascensão, esta ativação do corpo KA é um milagre maravilhoso de se ver, pois sua vida será agraciada com o poder de transcender suas próprias limitações de maneiras que antes não tinham estado disponíveis. Será como se o próprio cosmos estivesse se juntando a vocês na dança de sua libertação.

Mas para os que não escolherem viver a elevação da consciência, ou, em outras palavras – os que escolherem permanecer aprisionados pelas limitações, que procuram, por ex., culpar os outros por seus infortúnios, que buscam ‘bodes expiatórios’ para sua falta de felicidade; para os que insistem em viver no velho mundo de conflito – este aumento de vibração do corpo KA não será uma bênção; será uma experiência parecida com uma maldição. Porque eles terão que trabalhar duramente para manter as coisas como sempre foram.

A trama de suas velhas realidades continua se desenrolando ao mesmo tempo em que novas realidades estão sendo criadas. Esta é, na verdade, uma situação estranha. E o que queremos comunicar muito claramente é que vocês têm o poder inato e a habilidade de tecer novas realidades para vocês, novas liberdades de pensamento e espírito, não importando o que esteja acontecendo à sua volta.

A partir de nossa perspectiva, vemos esta situação progredindo durante os próximos anos e a caracterizaríamos como uma situação dupla em que muitos de vocês ascenderão, ou seja, caminharão para frente, enquanto outros se movimentarão para a dissolução, a destruição. Isto será (já é), essencialmente, baseado numa escolha pessoal.

Este é um ponto muito importante para nós e queremos comunicá-lo com tanta clareza quanto possível. Cada um de vocês tem a responsabilidade para escolher os pensamentos e criações que desejarem. Alguns escolherão a liberdade – porque não suportam estar contidos por mais tempo – as mentiras são simplesmente uma carga muito grande para se perpetuar. Outros de vocês escolherão o aprisionamento – porque o temor da liberdade e a responsabilidade da escolha pessoal são muito grandes para suportar.

Este é o cruzamento na estrada da evolução.

À medida que suas realidades simultaneamente se dissolverem e se recriarem, e nos referimos aqui aos desafios econômicos que vocês estão enfrentando, assim como aos desafios ecológicos e sociais, alguns de vocês poderão experimentar tempos muito difíceis. Mas nunca percam de vista o fato de que vocês são os criadores de suas vidas e que podem recriá-las a qualquer momento, não importa quais sejam as circunstâncias.

Os que os manipulam, o fazem através do medo e da perpetuação das limitações culturais - a crença que sua vida depende de certos fatores externos.

O que vocês descobrirão no processo de ascensão é que estes fatores externos são na verdade projeções de sua própria e mais profunda consciência. São “flashes” em uma tela de cinema, e vocês podem mudá-los rapidamente através da mente, quando o fazem a partir da fonte e não do efeito, e a fonte é sua própria mente. O mistério de como isto ocorre se revela a vocês no processo de ascensão, tão naturalmente como uma orquídea desabrochando. Está inculcado na própria natureza, e este conhecimento se auto-revela à medida que vocês entram no caminho para frente. Já dissemos em comunicados anteriores que uma das chaves é o que vocês chamam de gratidão. Estes estágios da emoção são uma característica e uma expressão dos poderes criativos que vocês têm. O que queremos dizer com isto ficará claro para vocês assim que se encaminharem para o processo de ascensão.

Em comunicações futuras pretendemos discutir a física interdimensional da gratidão e a maneira como afeta sua realidade externa. Mas agora queremos lhes dar uma ferramenta que sentimos os ajudará neste período durante os próximos anos, conforme os fluxos solares entrarem na magnetosfera e começarem a estimular seus corpos KA.

Há alguns poucos pontos fundamentais que queremos abordar antes de dar a técnica.

O primeiro fundamento é que vocês precisam ter feito a escolha de se mover para frente na conscientização, para que esta técnica funcione. A intenção pela qual vocês seguram seu KA promove o resultado. O segundo ponto é que vocês precisam estar num estado emocional de gratidão quando empregam este método, porque a gratidão é a característica deste tipo de criação. O terceiro ponto é que isto se baseia numa conexão entre o KA – seu corpo etéreo – e um aspecto mais alto de vocês, dimensionalmente falando, que era conhecido como BA pelos antigos egípcios. O BA reside num lugar da consciência que está fora do tempo e do espaço, conforme vocês os constroem.

Seu ponto de entrada é um lugar sobre a cabeça (NT – estendam seus braços horizontalmente e depois os elevem acima de suas cabeças até que suas mãos se encontrem – é esse o lugar.) O aspecto interdimensional de seu “self”, o BA, é altamente receptível à gratidão. E é do BA que vocês recebem a energia que fortalece o KA e o prepara para receber os fluxos solares.

Chamamos este método de ‘Hólon da Ascensão’. (NT – ta palavra “hólon” deriva de ‘holograma’ e pode ser entendida como uma espécie de ‘criação aparente’) Como os dois Hólons prévios que já demos, o Hólon de Equilíbrio e o Hólon de Cura, ele é baseado numa forma geométrica específica. A geometria favorece a energia e geometrias específicas fazem que a energia flua de modos específicos. Este Hólon em particular é baseado numa forma de disco. (NT – você vai criar a forma de um disco ao seu redor) Você se coloca dentro dele. O topo do disco corresponde à localização do
BA, onde suas duas mãos se tocariam se vocês as estendessem sobre a cabeça. A parte mais baixa do disco é a base de sua espinha, se vocês estivessem sentados de pernas cruzadas. Se estiverem de pé ou sentados numa cadeira, então seus pés estariam na base do disco. A linha central que vai do topo da cabeça, através do corpo e através do períneo, é o eixo central do disco.

Em sua imaginação, gire o disco ao redor do eixo central. Para a maioria das pessoas a direção natural seria girar para a direita, mas pode ser para a esquerda – o que parecer certo para você, é a direção correta. O tamanho ou diâmetro do disco não tem importância. Você pode criá-lo tão grande ou tão pequeno quanto queira. A cor do disco também não importa, mas se você é uma pessoa visual, sugerimos experimentar a cor branca. O movimento do disco no mundo imaginário... o mundo de sua imaginação... cria uma força de rodamoinho.

Uma vez que você tenha colocado o disco em movimento, sua atenção vai para o BA sobre sua cabeça e você envia gratidão para o BA – um sentimento de gratidão. Haverá uma resposta de algum tipo da alma celestial, o BA.

Neste momento, dirija sua atenção para a base de sua coluna, o Chakra da Raiz, porque este é o que puxa a energia celestial para o corpo KA. Então, durante os próximos cinco a dez minutos, você simplesmente mora dentro do disco, permitindo que ele gire com sua atenção em seu BA e na base de sua coluna. Haverá um fluxo de energia do BA para o corpo físico, descendo até a base da coluna. Às vezes será uma sensação muito suave. Em outras será como um raio laser ou uma coluna de fogo ou um riacho. Pode assumir diversas formas.

Conforme esta energia desce do BA para a base da coluna, ela se irradia para o corpo KA, energizando-o.

Vocês podem fazer isto tantas vezes quanto quiserem. Sugerimos pelo menos uma vez por dia. Atenção: se vocês praticarem isto muito frequentemente ou por períodos de tempo muito longos, podem sentir uma reação de cura. Isto é causado pelas energias celestiais fluindo do BA para os órgãos físicos do corpo e fazendo com que liberem a negatividade, toxinas e outros materiais negativos que restringem sua força vital. À medida que o corpo KA se torna mais energizado, será capaz de incorporar partículas do fluxo solar e isto acelerará muito sua ascensão.

Este é o método básico. E como sugerimos, uma vez por dia. São necessários apenas de cinco a dez minutos, desde que sua intenção seja claramente a de aumentar sua conscientização.

Agora queremos que sua atenção se volte para uma atividade de serviço planetário e para uma descarga energética que estamos denominando A Grande Tríade.

No primeiro final de semana de Abril ( 3 a 5 de Abril de 2009), estaremos promovendo uma reunião em Seattle, Washington, em que utilizaremos o Hólon que acabamos de apresentar, e em conexão com os três templos que estabelecemos fisicamente no Novo México, na Costa Rica e no Nepal. A união dos três terá o propósito de aumentar a luz da iluminação.

Antes desse evento, na metade de Março, vamos liberar outra Mensagem Planetária, com instruções para os que não poderão estar conosco fisicamente em Seattle. Estas instruções permitirão que tais pessoas que não podem se unir a nós fisicamente, estejam conosco energeticamente e participem desta ação de serviço planetário.

Do ponto de vista do mito egípcio e do conhecimento iniciatório, sua civilização está na Iniciação de Anmit, que é essencialmente uma passagem da busca do poder para o amor e as mais elevadas percepções que vêm dos Chakras mais altos. É uma luta entre o que querem perpetuar um mundo de conflito, como estágio para conseguir e manter o poder, e os que querem viver uma vida de cooperação-entendimento, que é a conexão básica de todo processo vital.

O objetivo desta reunião será duplo: oferecer um domínio maior do Hólon que discutimos e como utilizar os fluxos solares (que já estão nos atingindo) para a ascensão pessoal: e para liberar na atmosfera emocional da Terra uma iluminação espiritual que beneficiará toda a vida e fará aumentar o peso do lado da balança que leva à cooperação em vez do conflito.



--------------------------------------------------------------------------------



OBSERVAÇÕES DE TOM SOBRE O HÓLON DA ASCENSÃO



Em 24 de março de 2008, os Hathors enviaram uma mensagem planetária intitulada “O Campo Magnético da Terra”, dizendo que o campo magnético terrestre estava passando por uma perturbação e transformação (vide Arquivos Hathor para consultar informações originais).

Em dezembro de 2008, a NASA anunciou que o Projeto Themis havia detectado uma imensa fenda no campo magnético terrestre, e que num futuro próximo isso permitiria que uma grande quantidade de plasma solar entrasse na magnetosfera terrestre. A magnetosfera protege a Terra de tempestades solares e do vento solar (plasma). Mas com a fenda, predizem os cientistas, haverá um aumento das tempestades magnéticas nos próximos anos. Essas tempestades costumam afetar as telecomunicações, o que deve ser “do interesse” de uma cultura cada vez mais dependente de tais formas de comunicação (inclusive a Internet).

Para ver o relatório da NASA, acesse www.nasa.gov e digite a palavra Themis na janela de busca. Quando a página abrir, clique em Mission News.

Eu, pessoalmente, sinto certo alívio quando a ciência valida algo que os Hathors informaram, e devo dizer que isso tem ocorrido com uma freqüência notável.

Existem vários elementos que considero interessantes nessa mensagem. O mais proeminente consiste na declaração dos Hathors de que o aumento de plasma na magnetosfera aumentará o nível vibratório do corpo KA (nosso corpo sutil).

Com este tipo de informação, estamos, é claro, deixando a ciência para trás e adentrando o mundo da percepção, que eu pessoalmente chamo de “woo-woo”. Quando digo woo-woo estou me referindo à percepção não-ordinária (especialmente da variedade psíquica). Acho que é possível acomodar lógica e woo-woo, desde que mantenhamos nossa sabedoria a respeito de nós mesmos e os limites entre ambas, bem claros. Portanto, sempre que possível, gosto de traçar uma linha definida entre o que é ciência e o que é woo-woo. E estamos, definitivamente, acima dessa linha, de acordo com esta última mensagem.

O KA

O corpo KA era conhecido e utilizado pelos antigos alquimistas egípcios.. É às vezes chamado de gêmeo etérico ou sósia espiritual. Possui o mesmo tamanho e a mesma forma do corpo físico (chamado de Khat pelos antigos egípcios), mas é um corpo-energia. Não é feito de carne e osso, e sim de energia, ou melhor, principalmente de energia.

Se o KA tivesse massa, pareceria ter muito pouca. Tenho feito experiências com o KA em estados meditativos por mais de duas décadas, e parece que ele possui uma série de habilidades interessantes. Algumas dessas habilidades são decorrentes de sua natureza inerente, que parece obedecer às leis da mecânica quântica e não à física Newtoniana. Isso abre uma porta para uma fascinante estrutura de fenômenos não-ordinários.

Ascensão

De acordo com o antigo conhecimento alquímico egípcio (do modo como eu interpreto e entendo), o KA é crucial para o processo de ascensão.

Como esclarecem os Hathors em sua mensagem, a ascensão está relacionada com um movimento de elevação da consciência – uma expansão de consciência. Não está relacionada com deixar o mundo ou ir a qualquer lugar. Quando alguém está no processo de ascensão, está vivendo no mundo e transcendendo o mundo ao mesmo tempo.

Ascensão vs. Dissolução.

Outro ponto que considero importante é a idéia de que estamos adentrando um período de potencial ascensão e/ou potencial dissolução simultaneamente. O esforço de nos movermos além de nossas limitações culturalmente impressas pode, quase sempre, ser positivamente exaustivo para muitos de nós.. E a imprensa traz cada vez mais histórias de pessoas que perderam o uso da razão. Hoje, quando escrevia este texto, li sobre um casal que perdeu os respectivos empregos e, por isso, decidiu matar os cinco filhos e se suicidar. Temo que essa instabilidade mental esteja em alta, e por isso os Hathors nos incitam a nos conscientizarmos de que temos tanto a capacidade inata como a responsabilidade de vivermos em movimento ascendente (ascensão), mesmo que os que nos cercam estejam se separando (dissolução).

O Hólon da Ascensão

Nessa mensagem, os Hathors nos oferecem uma ferramenta fundamental, ou tecnologia interna, que consiste em um tipo específico de Hólon que fortalece o KA para que este resista às fortes pressões energéticas e nos auxilie ao longo do processo de ascensão.

Para aqueles que não conhecem os Hólons, sugiro que visitem nosso site – www.tomkenyon.com – acessem a seção Hathors Archives e cliquem nas mensagens que tratam do Hólon do Equilíbrio (Holon of Balance) e Hólon da Cura (Holon of Healing). Essas duas formas geométricas são altamente benéficas e muito fáceis de usar.

O Hólon da Ascensão é um pouco mais complicado que os outros dois Hólons fornecidos pelos Hathors. Isso se deve ao fato de ele coordenar a criação de uma geometria imaginada, em conjunção com um estado emocional (gratidão), e a direção de um fluxo energético dentro do KA.

Como se diz, uma ilustração vale mais que mil palavras, portanto a primeira coisa que quero compartilhar com você é um pequeno desenho da geometria e uma descrição ponto por ponto do processo.

Geometria

Perceba que sou meio retardado em termos de habilidades artísticas, portanto tente transcender minhas limitações pessoais para o desenho. Você notará no diagrama abaixo que existe uma figura humana (você) sentada dentro de um disco. Você verá duas linhas pontilhadas que sobem da altura dos ombros e vão até um ponto acima da cabeça (o ponto BA). As linhas pontilhadas representam seus braços, como se você estivesse estendendo suas mãos acima de sua cabeça. O ponto BA se localiza onde suas mãos se tocariam. Esse ponto, você pode notar, é também o topo do disco.

Neste diagrama, a figura está sentada com as pernas cruzadas, o que significa que suas nádegas estarão tocando o fundo do disco. Você não é obrigado a sentar-se de pernas cruzadas. Se achar mais confortável sentar-se em uma cadeira, a base do disco ficará sob seus pés. O mesmo se aplica se você quiser fazer o Hólon em pé. O tamanho do disco fica de acordo com a preferência pessoal. Você pode ter um disco baixo e largo ou um alongado e elegante. Pessoalmente, faço o diâmetro do meu disco medindo cerca de 15 metros . Imagino-o na cor branca brilhante, mas não há necessidade de imaginá-lo de qualquer cor, nem mesmo vê-lo mentalmente. Apenas sinta o disco da maneira que achar mais natural.

Olhando-se o disco de cima ou de baixo, ele parecerá, evidentemente, um círculo. Após estabelecer o disco em sua imaginação, comece a girá-lo em torno do eixo central (que passa pelo topo da sua cabeça, atravessa o centro do seu corpo e sai pelo períneo – ponto que fica no meio da distância entre o órgão genital e o ânus). Costumo girar o meu no sentido horário, mudando o sentido de tempos em tempos para variar. A maioria das pessoas, segundo os Hathors, vai girar naturalmente no sentido horário. Mas gire o seu disco na direção que lhe parecer correta. O movimento giratório estabelece um vórtice nos reinos sutis e facilita o movimento de energias celestiais do BA para o KA.

Quando sentir que o disco imaginado está girando, você está pronto para o próximo passo.

Leve sua atenção ao ponto BA (acima de sua cabeça, no topo do disco). Dirija seus sentimentos de reconhecimento ou gratidão ao BA, e isso abre a porta de acesso ao fluxo de energias celestiais. É o ‘sentimento real’ de reconhecimento ou gratidão, não o ‘pensamento’ de gratidão, que ativa o fluxo proveniente do BA. Conforme você continua a enviar reconhecimento/gratidão ao BA, vai sentindo um movimento descendente de energia que o BA emite em resposta. Pode levar alguns minutos para essa resposta ocorrer, ou vários, se você não estiver acostumado a sentir energias sutis. Mas, por fim, você sentirá a resposta do BA à sua gratidão dirigida. Quando isso ocorrer, leve sua atenção para a base da coluna.

A energia segue a atenção

Conforme você leva a atenção para a base de sua coluna, o fluxo de energia celestial proveniente do BA faz movimentos descendentes até o chakra básico, ou da raiz, e se fixa no interior do KA. Neste momento, tudo o que deve fazer é descansar no interior do disco giratório enquanto mantém sua atenção no ponto BA acima de sua cabeça e no chakra da raiz, na base de sua coluna. Permita-se sentir o movimento da energia celestial até sua base e de lá até seu corpo KA. Quando sua mente vagar, apenas traga sua atenção de volta ao disco giratório e à conexão entre o BA e sua base. Se sua atenção se desviar por muito tempo, o fluxo de energia será interrompido. Se isso acontecer, apenas redirecione seus sentimentos de gratidão até o BA, como fez no início. À medida que o fluxo se reinicia, mantenha sua atenção no BA, na sua base e no disco giratório.

O Fluxo

Conforme o fluxo de energia celestial do BA para o chakra da raiz se processa, é importante se conscientizar de que se trata de um fluxo que está alimentando o corpo KA.. O chakra da raiz é utilizado para ancorar a energia, mas a energia em si se move de várias formas pelo KA, fortalecendo, revitalizando e elevando o nível vibratório do corpo KA.

A minha experiência pessoal com este fluxo que vai do BA ao chakra básico adquire diversas formas em diversas ocasiões, dependendo – acho eu – do estado do meu próprio sistema energético e do estado de espírito em que me encontro ao meditar.

Às vezes, o fluxo é bem delicado, quase imperceptível. Outras vezes, é como um feixe de raio laser pulsando energia do BA até minha base, e daí por todo meu corpo KA. Às vezes, ele toma a forma de uma coluna espiralada de fogo etérico que se afunila do meu BA até a base e pulsa energia e luz por todo o KA partindo da própria coluna de fogo. E às vezes, é uma corrente de luz de ouro líquido que se derrama a partir do BA. Em todos os casos, há sensações físicas distintas de intensificação, mas em vários níveis. Imagino que cada pessoa que fizer esta prática terá suas próprias variações de experiência.

Eu realmente acho, inacreditavelmente, que de cinco a dez minutos, como sugerem os Hathors, são suficientes para recarregar meu corpo KA. E, em algumas ocasiões, ocorrem experiências maravilhosas de transbordamento da energia celestial do KA para o meu corpo físico (KHAT). Quando isso acontece, sinto que a força vital está sendo concedida aos meus órgãos físicos.

Fiz experiências prolongando o tempo de meditação até vinte minutos e posso relatar que às vezes experimento uma reação de purificação ao ficar cerca de quinze minutos nesse processo – do jeito que os Hathors calcularam.. Esse nem sempre é o caso, mas ocorre com certa freqüência, o que me faz sentir no dever de mencionar. Imagino que esse tipo de reação ocorreria em diferentes tempos para diferentes pessoas, com base em muitos fatores; portanto não estou sugerindo de jeito nenhum que você vá experimentar uma reação de purificação durante a meditação, caso prolongue o tempo além de dez minutos – estou apenas relatando que isso acontece comigo de vez em quando.

Essas reações são resultado da desintoxicação espiritual e/ou física, já que, nesse modelo de energia, certos tipos de pensamentos e emoções possuem qualidades tóxicas. E se a energia altamente vibratória do BA é levada para o corpo KA por tempo suficiente, ela fará com que o corpo comece a liberar esses tipos de elementos tóxicos. Essas liberações não são perigosas, mas pode ser difícil controlá-las, pois podem incluir reações como náusea, dor de cabeça, dores no corpo e uma inesperada torrente de lixo mental e/ou emocional.

Sugiro aos que experimentarem este Hólon notável que encontrem sua própria zona de conforto.

Comece com cinco minutos. Veja o que acontece. Então, lentamente, aumente o tempo.

Para os super-empreendedores e do tipo obsessivo (onde me incluo), um lembrete: este Hólon não é uma maratona. Praticar mais não traz necessariamente melhores resultados. O objetivo é energizar o corpo KA, não fritar suas nádegas. Portanto, seja moderado. Moderação não quer dizer mediocridade. À medida que você continua a trabalhar com o Hólon, encontra sua zona de conforto natural. Talvez seja mais de dez minutos, talvez menos. E de qualquer modo, entrar nesse estado meditativo uma vez ao dia lhe trará resultados altamente benéficos.

Usando a música

Experimentei este Hólon em silêncio e ouvindo música psicoacústica, destinada a aprofundar estados alterados. Às vezes prefiro fazer meditação em puro silêncio, sem estímulo auditivo. É agradável sentir as energias se movimentando no interior do KA e psiquicamente ouvir os sons internos que elas geram, sem “interferência” externa. Outras vezes, acho que ouvir música psicoacústica é muito estimulante, e quase sempre intensifica a experiência. Depende do meu estado de espírito. Quero silêncio ou quero acompanhar as ondas do som psicoacústico para amplificar a experiência? Se você optar pela música, sugiro que ouça algo que o faça se sentir relaxado e leve sua atenção para seu íntimo.

Como sei que muitos vão me perguntar sobre minhas músicas preferidas, vou citar algumas. Se optar pela música, gosto de ouvir Lightship ou Infinite Pool enquanto pratico este Hólon. Elas intensificam bastante a experiência. Também acho que Wave Form e Wave Form II dão sustentação à experiência, de uma forma mais delicada.

Idéias Finais

Se os Hathors estiverem certos a respeito do fato de que o aumento de atividade do plasma na magnetosfera irá energizar e ativar nossos corpos KA, então temos uma experiência muito emocionante pela frente nos próximos anos. Apesar dos imensos desafios que vêm ao nosso encontro, em tantas frentes, este é um tempo que oferece grande oportunidade – uma oportunidade de evolução espiritual sem precedentes.. Encaro o futuro com sentimento de temor e entusiasmo, do tipo que nunca vi antes. Que o caminho que você escolheu trilhar nestes tempos o eleve e que seus dias sejam preenchidos de muita luz, muita vida e muita risada.

Tom Kenyon



--------------------------------------------------------------------------------



www.tomkenyon.com

colaboradores: M/A, Laura e Anna Maria

fonte: site luz de gaia

Sem comentários:

Enviar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...