Seguidores

quarta-feira, 8 de julho de 2009

PARA REFLEXÃO




Existem três tipos de Liberdade: a liberdade de escolha (livre-arbítrio), a liberdade de pensar e a liberdade de consciência.

Como Espíritos que somos, fomos criados por Deus, simples e ignorantes, ou seja, sem ciência e sem conhecimento do Bem e do Mal, porém escolhemos um ou outro consoante as nossas tendências, dado que o Espírito é dotado com tanta aptidão para praticar o Bem, como para praticar o Mal e quando opta por um deles é por vontade própria. O Mal representa a desobediência à Lei de Deus e o Bem a obediência e essa mesma Lei.

A liberdade de escolha entre o Bem e o Mal, através do pensamento. Os nossos pensamentos geram acções e as nossas acções, geram pensamentos nos outros. É no pensamento que o homem desfruta de uma liberdade ilimitada.

Em relação à liberdade de consciência, esta só é alcançada pelo homem espiritual ou seja, pelo homem moralizado.

A liberdade de consciência está representada no cumprimento das Leis Universais, ou seja, no pensar e agir de acordo com as mesmas e fazendo a vontade do Pai.

"Conhece-te a ti mesmo". A liberdade de consciência só se alcança, através do conhecimento, da compreensão e da aplicação (vivência) das soberanas Leis da Vida.

Conhece-te a ti mesmo, a fim de poderes corrigir-te dos teus defeitos e lançares-te à conquista das virtudes que te faltam.

Está nas nossas mãos, não cometer os erros do Passado!...

A liberdade de consciência, na verdade, o homem somente a alcança quando aprende a se conduzir no caminho da rectidão por ter alcançado o entendimento das Leis Universais que regem os dois mundos: o Material e o Espiritual.

A fé no futuro se reflecte nessa compreensão, ou seja, quanto mais instruído ele estiver, mais entendimento alcança e por conseguinte, mais liberdade possui, uma vez que a liberdade de pensar e a liberdade de consciência, estão condicionadas ao grau de evolução moral do homem.

Ter liberdade, não significa fazer o que cada um bem entende!... Ter liberdade, é ter consciência de si. O homem rege por suas leis as relações de homem para homem e pelas leis da natureza Deus regula as relações do homem para com Deus.

"Nem todo o que me diz: Senhor! Senhor!, entrará no Reino dos Céus, mas somente aquele que faz a vontade de meu Pai que está nos Céus." - Jesus

O Espírito vem resgatar o homem da matéria, ou seja, a conquista da Liberdade obtém-se, através do seu melhoramento moral.

Neste mundo material, de Provas e Expiações, impera o Mal, fruto da inferioridade dos Espíritos que o habitam e que o circunscrevem. Pela lei das afinidades (atração), semelhante atrai semelhante, ou seja, atraímos o que pensamos de acordo com o nosso grau evolutivo, dado que os Espíritos vivem e se comunicam pelo pensamento.

Tudo é criado pelo pensamento e por esse facto, o estado do mundo é o reflexo da mente de seus habitantes.

O medo gera a violência, a violência gera a opressão, a opressão é uma forma de dominação, expressões que manifestam em concreto, a natureza animal do homem.

Porém, o medo não existe, ele é apenas um dos quadros mentais edificados pela mente negativa, o Ego. O medo se atribui ao desconhecimento de si, de Deus e das suas Leis imutáveis.

As sucessivas reencarnações em mundos de Provas e Expiações, são a alavanca para o progresso, a oportunidade que Deus concede aos seus filhos para evoluir intelectualmente e moralmente ,se isso não se verificar, não é por ausência de oportunidades, mas sim, por falta de vontade. A Perfeição, é o seu destino inevitável, a sua Felicidade e Liberdade plena.


Fontes: L.E.; E.S.E.; outros.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...