Seguidores

domingo, 3 de maio de 2009

O CONSOLADOR PROMETIDO




Se me amardes, guardareis os meus ensinamentos. E eu rogarei ao Pai e Ele vos dará outro Consolador, para estar convosco para sempre, o Espírito da verdade, que o mundo não pode receber, porque não o vê nem conhece, mas que vós conheceis, porque habita convosco e está em vós.

Mas o Consolador, o Espírito Santo, que o Pai enviará em meu nome, esse ensinar-vos-á todas as coisas e recordar-vos-á tudo o que vos tenho ensinado. (João, 14:15 a 17 e 26.)

Jesus promete um outro consolador: é o Espírito da Verdade, que o mundo não conhece ainda, porque não está maduro para o compreender, que o Pai enviará para ensinar todas as coisas e para fazer recordar o que Cristo disse. Se, portanto, o Espírito da Verdade deve vir mas tarde ensinar todas as coisas, é porque Cristo não disse tudo; se vem recordar o que cristo disse, é porque o teremos esquecido ou compreendido mal.

O Espiritismo vem no tempo marcado cumprir a promessa de Cristo: o Espírito da Verdade preside à sua implantação. Ele lembra aos homens o cumprimento da Lei; ensina todas as coisas fazendo compreender aquilo que Cristo disse em parábolas. Cristo disse: «Quem tem ouvidos, ouça.» O Espiritismo vem abrir os olhos e os ouvidos, porque fala sem alegorias*, levanta o véu deixado de prepósito sobre certos mistérios. Vem enfim, trazer uma suprema consolação aos deserdados da Terra e a todos aqueles que sofrem, dando-lhes uma causa justa e um objectivo útil para todas as dores.

(*) - alegoria s.f. representação de uma realidade abstracta através de uma realidade concreta, por meio de analogias, metáforas, imagens e comparações.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...